TENTANTES:
Gengibre (Zingiber officinale) tem seu uso médico milenar e suas propriedades farmacológicas são variadas, incluindo atividades antioxidantes, anti-inflamatórias e antimicrobianas.

Estudos científicos recentes comprovam efeitos favoráveis do gengibre na foliculogênese ovariana (aumento da quantidade de folículos maduros prontos para a ovulação) e na implantação do embrião na parede do útero.

GESTANTES:

Descobriu-se que o gengibre é um remédio natural, eficaz e seguro para ingestão nas fases da gestação.  O chá de gengibre é o único com estudos fundamentados na fitoterapia quanto ao uso para gestante

As atuais evidências sobre a segurança e o efeito antiemético do gengibre mostraram que este exerce uma atividade positiva na redução das náuseas e êmese gestacionais.

Gingerol, o ingrediente ativo do gengibre, trabalha para acalmar seu intestino hiperativo e aliviar seu estômago enjoado. 

O chá de gengibre pode aliviar os sintomas da náusea e azia na gravidez, aumentando o movimento dos alimentos no estômago, melhorando a digestão.